Blog

Tasting for all blog

  • Casa de Saima Garrafeira Baga 2015
    Casa de Saima Garrafeira Baga 2015

    Vinho com uma cor límpida, cor rubi, brilhante, intensidade média. Nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), complexo, muito frutado, frutos silvestres vermelhos, bagas, framboesas, romã, terroso, olaria, torrado, café e fumo, herbáceo, erva seca.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), taninos altos, potentes, que se espalham pelo palato, persistentes, álcool médio (13,0º), corpo médio, amplo, intenso, frutado, com um final médio (+) e muito boa persistência.

    Casa de Saima Garrafeira Baga 2015

    É um vinho com uma qualidade muito boa, complexo, com muita elegância e equilíbrio, suavidade e frescura, fruta requintada, e muita especiaria. Está no ponto ótimo para ser bebido, com tudo em perfeita ligação e harmonia.


    Castas: Baga (100%)
    Região: Bairrada


    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Onde comprar: Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Website: Casa de Saima
    Website: Casa de Saima Garrafeira Baga 2015

    Preços: Casa de Saima Garrafeira Baga 2015

  • Quinta do Noval Porto Colheita 2009

    Quinta do Noval Porto Colheita 2009

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor âmbar, laivos vermelhos, intensidade média (+), nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, intenso, complexo, frutos vermelhos, cerejas confitadas, frutos secos, amêndoas torradas, caramelo, toffee, especiarias, café, chocolate branco, terroso.

    Na boca é um vinho doce, com acidez alta, álcool alto, corpo cheio, sabor intenso, poderoso, citrino, frutos vermelhos confitados, caramelo, amêndoas, apimentado, sedoso, com um final longo e grande persistência, puro deleite.

    Pastel de nata com gelado de canela e molho de caramelo

    É um vinho de qualidade excelente, complexo, fruta elegante, especiaria, rico, equilibrado, aveludado, com uma frescura fabulosa, citrina, que dá um prazer enorme, muito felicidade ao beber este vinho. Combinou na perfeição com a sobremesa. (Restaurante Dona Maria)

    Preço de venda ao publico – Quinta do Noval Colheita 2009 (PVP: 58,5€).


    Castas: Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinta Roriz, Tinta Barroca, Tinto Cão
    e Sousão
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Quinta do Noval

    Ficha Técnica: Quinta do Noval Porto Colheita 2009

    Video: Quinta do Noval Porto Colheita 2009

  • TAYLOR’S LANÇA QUINTA DE VARGELLAS VINTAGE 2020

    A Taylor’s vai engarrafar o Quinta de Vargellas Vintage 2020.

    Comentando o anúncio, o Director Geral da Taylor’s, Adrian Bridge, declara: “Estamos muito satisfeitos com Taylor’s Quinta de Vargellas Vintage 2020 que apresenta a elegância e a estrutura que associamos a esta excelente propriedade.” E acrescenta: “Este Vintage vai permanecer nas nossas caves e será lançado posteriormente, para satisfazer a crescente procura de Single Quinta Vintages maduros a que assistimos nos muitos mercados onde estamos presentes e onde o Quinta de Vargellas Vintage é uma referência.”

    Para David Guimaraens, Director de Enologia da Taylor’s: “Dois meses marcaram o ano de 2020: Fevereiro, seco e muito quente, que resultou numa muito baixa ‘nascença’, e Julho, muito quente (+ 3,5ºC), sem memória de um Julho tão quente. A ‘nascença’ baixa e o fenómeno repetido de ‘escaldão’ marcaram indelevelmente o ano. O mês de Agosto foi mais fresco que o normal, mas chuva dos dias 17 a 20 e a reposição de tempo muito quente provocou uma aceleração no amadurecimento das uvas que obrigou a acelerar a vindima em todo o vale.” E salienta: “A variabilidade de localizações na viticultura de montanha do Vale do Douro desempenha um papel fundamental em anos extremos como este, permitindo a produção de vinhos do Porto de excelência como é o caso deste Quinta de Vargellas 2020.”

    Foram produzidas 2.500 caixas (de 9 litros, 12 garrafas).

    NOTA DE PROVA

    Intensa cor púrpura escura com um nariz muito expressivo de frutos silvestres, notas de cereja preta, framboesas e um toque de alcaçuz. As notas florais, que são a marca distintiva do Vintage Vargellas, estão proeminentes, assim como as delicadas fragrâncias de violetas que combinam maravilhosamente com os sabores de frutos silvestres que lhe dão a estrutura. Os taninos lineares conferem grande firmeza e uma atraente austeridade ao vinho. Este é um Vargellas Vintage harmonioso, equilibrado e fino.

    NOTAS SOBRE O ANO VITÍCOLA DE 2020

    O ano de 2020 pode ser caracterizado pelo rendimento extremamente baixo, resultante das condições climáticas do ano. As condições extremas de 2020 têm semelhanças com os anos de 2009 e 1820, quando os níveis de açúcar atingiram níveis extraordinariamente altos.

    Após três anos consecutivos de precipitação abaixo da média, o período de dormência, Novembro e Dezembro de 2019, registou chuvas significativas, 310 mm no Pinhão, enchendo as reservas do solo. O restante do período de dormência foi quente e seco, com temperaturas mínimas elevadas resultando no abrolhamento mais precoce em 18 anos, tendo ocorrido no Pinhão no dia 3 de Março.

    No início da época de crescimento, percebemos que a fertilidade muito baixa resultaria num ano de baixa produção. Com menos cachos por videira, manteve-se a esperança de uma época de crescimento equilibrado, proporcionando uma produção razoável. O quadrimestre de crescimento (QC – Março a Junho) continuou quente, e com chuvas regulares em Março e Abril garantindo reservas hídricas suficientes para enfrentar o remanescente da temporada. Esta chuva regular exigiu, no entanto, um controlo persistente do míldio (Abril e Maio) e do oídio (Maio e Junho).

    Os primeiros sinais de floração nas vinhas letra A foram registados a 4 de Maio, confirmando o desenvolvimento avançado das vinhas. No dia 22 de Junho houve uma mudança brusca no clima, e no dia seguinte a temperatura máxima atingiu 40,75ºC e a humidade relativa caiu para 13%. Isso causou a queima de bagos e cachos mais expostos e contribuiu para uma quebra adicional nos já baixos rendimentos esperados.

    O pintor ocorreu a 7 de Julho, no que seria o Julho mais quente desde 1931, altura em que os registos começaram. A temperatura média de Julho foi de 28,19º C em comparação com a média de 2005-2019 de 24,7º C

    Agosto foi mais ameno (-0,5ºC do que a média), e em meados de Agosto as sebes das vinhas estavam significativamente bem conservadas. Os baixos rendimentos, juntamente com as boas reservas de água do Inverno e da Primavera, levaram a um rápido ritmo de amadurecimento. Entre os dias 17 e 20 de Agosto choveu 21 mm, o que contribuiu ainda mais para o amadurecimento; no final de Agosto houve uma mudança visível na conservação das uvas. Tendo sido particularmente evidente para a Touriga Francesa.

    No dia 5 de Setembro iniciámos a vindima na Quinta de Vargellas.

    TAYLOR’S

    A Taylor’s foi fundada há mais de três séculos, em 1692, e é uma empresa familiar – detida e gerida – ao longo de toda a sua história. A Taylor’s é reconhecida como a referência para o vinho do Porto Vintage; os seus Vintages clássicos recebem as pontuações mais altas e os preços mais elevados nos leilões. Conhecidos pela sua elegância, longevidade e pelo distintivo carácter aromático, o lote é produzido a partir dos melhores vinhos das quintas da Casa. Estas três famosas propriedades – Vargellas, Terra Feita e Junco – encontram-se em distintas localizações geográficas e cada uma contribui com o seu carácter único e dimensão para a subtil harmonia do lote. Estas propriedades representam o melhor em termos de inovação e tradição, combinando as mais avançadas prácticas vitícolas com a tradicional pisa no lagar, que permanece ainda como o melhor método para a produção de vinho do Porto Vintage.

    QUINTA DE VARGELLAS

    Os vinhos da Quinta de Vargellas formam, tradicionalmente, a base dos Vintages da Taylor’s. Esta magnífica propriedade, reconhecida como um dos melhores vinhedos do mundo, foi adquirida pela Taylor’s Quinta de Vargellas Vintage 2020 em 1893, a sua reputação como produtora de vinhos do Porto de grande qualidade remonta a 1820. Localizada num remoto recanto do vale do Douro, Vargellas é reconhecida pelos seus elegantes e perfumados vinhos, muito frutados e com taninos vigorosos. É igualmente reconhecida como a fonte de um dos mais raros e coleccionáveis vinhos do Porto Vintage, o Vargellas Vinha Velha, produzido em pequeníssimas quantidades a partir das parcelas de vinha velha da quinta.

    Website: Taylor’s

  • Schloss Johannisberger Grunlack Riesling Spatlese 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor amarela, intensidade média (+), nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, complexo, frutado, maça, pêssego branco, ananas fresco, laranja e lichia, floral, flores brancas, mel, mineral, borracha.

    Na boca é um vinho doce, com acidez média (+), intenso, elegante, álcool baixo (8,5º), corpo médio (+), guloso, sedoso, envolvente, frutado, maçã doce, ananas, lichia, mel, citrino, intenso, mineral, salino, final longo e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, com aroma frutados e florais, exóticos, mineral, frescura intensa, equilibrado, suculento, muito elegante, que dá muito prazer beber. Com o seu doce e frescura harmonizou na perfeição com pratos de comida indiana, cheios de especiarias e picantes.


    Castas: Riesling 100%
    Região: Alemanha – Rheingau


    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Schloss Johannisberg
    Preços: Schloss Johannisberger Grunlack Riesling Spatlese 2019

  • A QUINTA DO NOVAL DECLARA O PORTO VINTAGE 2020

    Christian Seely, Diretor Geral da Quinta do Noval, comenta:

    “É com a maior satisfação que venho anunciar a declaração de vintage para dois vinhos excecionais;

    Quinta do Noval Vintage Nacional 2020 e Quinta do Noval Vintage 2020. 2020 foi um ano quente e seco, com um período longo de maturação que culminou numa vindima precoce com uvas maduras no início de setembro. Os vinhos resultantes são extremamente ricos e intensos, encorpados, sedosos e com uma grande densidade. A estrutura tânica é imensa, mas com uma notável elegância.

    Desde a vindima que soubemos da excelência do Nacional, e o vinho evoluiu maravilhosamente desde então. Existem anos que sabemos logo após a pisa em lagar que iremos declarar um Porto Vintage Nacional e 2020 foi um desses anos. O vinho exibe complexidade e profundidade que são típicas de um grande Nacional.

    O Quinta do Noval Vintage apresenta um estilo invulgarmente concentrado e intenso para este vinho, mas mantém a pureza e frescura do vale do Pinhão, típica dos vinhos da Noval. Como habitualmente, fizemos uma seleção rigorosa dos melhores lotes de diferentes parcelas da nossa vinha. Este ano o lote final é composto por 3 lotes diferentes do vale do Pinhão e um lote do vale do Roncão.

    A vindima foi muito curta, desde o início até ao dia 22 de setembro, o que é invulgar para a Noval, onde normalmente a diversidade de castas, exposições e altitudes resultam em longos períodos de vindima. Em 2020 o tempo para escolher o momento certo para colher cada parcela foi muito curto e a capacidade dos nossos três centros de vinificação em lagares foi utilizada em pleno.

    Os vinhos resultantes são puros, aromáticos e com uma densidade notável. Optámos este ano por permitir açúcares residuais ligeiramente mais elevados do que o habitual, e o resultado é uma harmonia e riqueza que é muito particular a este ano maravilhoso na Quinta do Noval.”

    Website: Quinta do Noval

  • Quinta de São Sebastião DOC Arruda Tinto 2019
    Quinta de São Sebastião DOC Arruda Tinto 2019

    Vinho com uma cor límpida, cor rubi, brilhante, intensidade média (+). Nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média, vinhoso, frutado, frutas de caroço, cerejas, ameixas, floral, violeta, ligeiro balsâmico, eucalipto, especiaria, pimenta, fumo.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média, taninos médios, aveludados, elegantes, álcool médio (13,5º), corpo médio, amplo, frutado, vinhoso, com um final médio (+), seco e muito boa persistência.

    É um vinho com uma qualidade muito boa, muito delicado, com elegância e equilíbrio, suavidade e frescura, final com secura, está num ponto ótimo para ser bebido. Acompanhou umas favas guisadas com entrecosto, maravilhosamente.

    Favas guisadas com entrecosto

    Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz
    Região: Lisboa DOC Arruda


    A minha nota pessoal: FB 88

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Quinta de São Sebastião
    Website: Quinta de São Sebastião DOC Arruda Tinto 2019

  • Kopke Porto Colheita 2000
    Kopke Porto Colheita 2000

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor âmbar, com tons de tijolo, bordo esverdeado, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, aromas terciários, frutos secos, nozes, pinhões, passas de uva, gengibre, mel, especiaria, canela, terroso.

    Na boca é um vinho doce, com acidez média (+), álcool alto (20,0º), corpo cheio, intenso, elegante, amplo, frutos secos, gengibre, picante, especiado, sedoso, com um final muito longo, ligeiramente seco e grande persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, complexo, delicado, elegante, equilibrado, aveludado, cheio de frescura, encantador, vibrante, permanecendo muito tempo na boca. Brilhante com uma tarte de amêndoa, foi engarrafado em 2010.

    Tarte de amêndoa

    Castas: Lote tradicional vinho do Porto
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 94

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Onde comprar: Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Website: Kopke

    Website: Kopke Porto Colheita 2000

    Preços: Kopke Porto Colheita 2000

  • Dow’s Porto Colheita 1969
    Dow’s Porto Colheita 1969

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor castanha, bordo esverdeado, intensidade média (+), nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, complexo, aromas terciários, frutos secos, nozes, amêndoas, figos, baunilha, café torrado, caramelo, toffee, ligeiro verniz e vinagrinho.

    Na boca é um vinho doce, com acidez alta, álcool alto (20,0º), corpo cheio, sabor intenso, poderoso, amplo, frutos secos, café, caramelo, tostados, sedoso, com um final muito longo e grande persistência.

    Pudim de requeijão, com caramelo torrado.

    É um vinho de qualidade excelente, complexo, rico, elegante, equilíbrio perfeito entre acidez e doçura, concentrado, aveludado, frescura, viciante, que dá um enorme prazer, permanecendo muito tempo na boca. Acompanhou um pudim de requeijão, com caramelo torrado, na perfeição.


    Castas: Lote tradicional vinho do Porto
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Dow’s

  • Quinta Dona Matilde Field Blend Tinto 2018
    Quinta Dona Matilde Field Blend Tinto 2018

    Vinho com uma cor límpida, cor rubi, brilhante, intensidade média. Nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, frutado, frutos pretos silvestres, ameixa e cereja preta, balsâmico, menta, esteva.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média, taninos médios (+), intensos, mas suaves, elegantes, álcool médio (+) (14,0º), corpo médio, amplo, intensidade média (+), frutado, apimentado, com um final médio (+) e boa persistência.

    Quinta Dona Matilde Field Blend Tinto 2018

    É um vinho com uma qualidade muito boa, elegante, equilibrado, muito frutado e balsâmico, fruta preta silvestre, envolvente, cheio de frescura e suavidade na boca. Está no num ponto ótimo para ser bebido, acompanhou uma carne de vaca grelhada maravilhosamente.


    Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Francisca, Tinto Cão e Tinta Roriz,
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 89

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Quinta Dona Matilde

  • Château Suduiraut releases a new range of dry white wines

    AXA Millésimes’ Managing Director Christian Seely and Château Suduiraut’s Technical Director Pierre Montégut announce a major development in the long-term strategy of Suduiraut  with the unveiling of a new range of dry white wines. The 2020 Château Suduiraut Vieilles Vignes Grand Vin Blanc Sec and the 2020 Château Suduiraut Pur Sémillon Grand Vin Blanc Sec are the first releases of these new wines. Names and packaging have been developed in harmony with those of the Grand Vin Sauternes of Suduiraut. 

    Christian Seely comments: 

    “Since the launch of our first S de Suduiraut in 2004, we have been discovering the full potential of the 1er Cru Sauternes terroir of Château Suduiraut for producing high quality dry white wines of individual personality.  

    We feel today that the time is right for a strategic reorientation of our wine production at Château Suduiraut, to reflect this potential. 

    We are therefore launching three new dry white wine labels from Château Suduiraut, which replace what has gone before and will be the basis for the future. 

    Of course, the production of great vin liquoreux of the highest quality will remain the same priority as it has always been at Château Suduiraut. The Grand Vin Château Suduiraut Sauternes will continue to be made from the strictest selection of the finest botrytised grapes from old vines at the heart of the Suduiraut vineyard. Quantities produced are likely to be even lower than they have been in recent years, always in the pursuit of the highest quality, which we believe to be key to the future of great Sauternes.  

    But we also believe that the production of highly individual dry whites of the finest quality to be a vital element in the future of Château Suduiraut, and this is why we are launching the following wines today: 

    Château Suduiraut Vieilles Vignes Grand Vin Blanc Sec 

    Château Suduiraut Pur Sémillon Grand Vin Blanc Sec 

    Lions de Suduiraut Bordeaux Blanc Sec 

    The launch of these wines is accompanied by a significant investment in the production facilities at Château Suduiraut to give us the ideal conditions in which to elaborate these wines as their volumes increase in the years to come.”

    This revision of the range is accompanied by several changes: 

    Blanc Sec de Suduiraut becomes Lions de Suduiraut Bordeaux Blanc Sec 

    Conceived in 2015, this dry white wine with a generous, fresh, and fruit-driven style is crafted from a specific terroir in the vineyard with fine, sandy gravel deposits, where the vines are on average 20 years old. These are the same plots that produce the Château’s second liquoreux wine, Lions de Suduiraut Sauternes. It is therefore entirely logical that Blanc Sec de Suduiraut should change its name to become Lions de Suduiraut  Bordeaux Blanc Sec. The Lions de Suduiraut range now comes in two versions, a dry and a sweet, both with a unique style and personality: generous, bright, fresh and more rapidly accessible when young than the great wines.  

    The first vintage, Lions de Suduiraut Bordeaux Blanc Sec 2021, bottled on 24 February 2022, is already available on the market.  

    Château Suduiraut Vieilles Vignes Grand Vin Blanc Sec and Château Suduiraut Pur Sémillon  Grand Vin Blanc Sec were created in 2020. 

    Crafted in small quantities from a terroir ranked as a Sauternes Premier Cru in 1855, Château Suduiraut  Vieilles Vignes Grand Vin Blanc Sec was created in 2020. This blend, mainly Sémillon rounded off with Sauvignon Blanc, results from a strict selection of the best batches from our old vines, whose average age is 45 years, planted on a terroir made up of coarse gravel.  

    Christian Seely and Pierre Montégut have also created a 100% Sémillon wine, Château Suduiraut Pur  Sémillon Grand Vin Blanc Sec. You will soon be able to discover this exceptional single-variety cuvée produced in 2020. 

    Château Suduiraut Vieilles Vignes Grand Vin Blanc Sec 2020 and Château Suduiraut Pur Sémillon Grand Vin Blanc Sec 2020 will become available on the market during 2022. 

    Discover the video presenting the new labels for the range:  Here

    Website : Château Suduiraut

    Website: Discover LIONS DE SUDUIRAUT

  • Golden Age é o novo membro da família Taylor’s, o vinho do Porto perfeito para celebrar a idade de ouro.
    Taylor’s Golden Age Tawny 50 Anos

    A Taylor’s anuncia o lançamento do Golden Age, o Very Old Tawny 50 Anos, um extraordinário vinho do Porto que envelheceu meio século em velhos cascos de carvalho e atingiu a idade de ouro. Finamente constituído e maravilhosamente equilibrado, encontra-se em perfeitas condições de elegância, complexidade e esplendor sendo, por isso, indispensável numa celebração de 50 anos.

    “Desde que, há uma década, lançámos os Taylor’s Single Harvest com 50 anos, temos assistido ao crescente interesse por vinhos excepcionais com meio século.”, refere Adrian Bridge, Director Geral da Taylor’s, e acrescenta: “Estamos muito entusiasmados com o lançamento do Taylor’s Golden Age, um vinho maravilhoso, que é o presente perfeito para uma pessoa ou ocasião especial, pelo prazer que vai proporcionar quando for bebido.”

    As caves Taylor’s são autênticas catedrais do vinho, construídas há vários séculos fornecem as condições ideais para o longo e suave envelhecimento do vinho do Porto. Com grossas paredes de granito e tectos muito altos conservam uma temperatura baixa e constante ao longo do ano. Muito importante é também a proximidade das caves ao rio Douro e ao oceano Atlântico, que fornecem a humidade necessária a um bom envelhecimento, pois limitam a evaporação.

    Para David Guimaraens, enólogo da Taylor’s: “É nos tawnies que um provador de vinho do Porto demonstra a sua mestria na arte do lote.” E revela: “Para construir um Tawny de 50 anos partimos de componentes de vinhos velhos, que foram deixados – pelo menos – pela geração que nos antecedeu, mas também temos a grande responsabilidade de deixar os vinhos base para as gerações que nos seguirão. Convido-o a celebrar este novo membro da nossa família com o Taylor’s Golden Age Tawny 50 Anos, que se destaca pela sua extraordinária qualidade e complexidade.”

    O longo envelhecimento em madeira confere a característica cor âmbar, um nariz cheio de complexos e ricos aromas e sabores suaves e maduros. Extraído das magníficas reservas de vinhos do Porto que a Taylor’s pacientemente e magistralmente envelhece nas suas caves, este vinho é um monumento ao tempo e à arte do envelhecimento em madeira.

    O Taylor’s Golden Age está pronto a ser consumido, recomendando-se que a temperatura de serviço esteja entre os 12 e os 16ºC. É apresentado na clássica garrafa fosca associada aos famosos tawnies de idade da Taylor’s e acondicionado numa elegante caixa de carvalho. Estará disponível nas melhores garrafeiras do país no final de Março, com o preço recomendado de 250€.

    Notas de prova

    Núcleo castanho, acobreado com um fino bordo dourado. Os aromas primários são elegantes, ricos e muito delicados. Notas de rum e passas, cravo, noz-moscada e apontamentos de pimenta preta moída. Ameixas, marmelos e damascos dançam em seu palato enquanto raspas de casca de limão e laranja proporcionam uma fresca acidez que equilibra a riqueza do vinho.

    Notas de abacaxi braseado, maracujá e líchia equilibram-se maravilhosamente com o coco torrado, amêndoas e manteiga de caramelo. A textura e o corpo do vinho envolvem o paladar e o final é fresco e muito equilibrado. O fim de boca parece eterno tentando-o para mais.

    Website : Taylor’s

    Website: Taylor’s Golden Age Tawny 50 Anos

  • Fonseca Guimaraens Porto Vintage 2015
    Fonseca Guimaraens Porto Vintage 2015

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor purpura, opaca, bordo roxo, intensidade profunda, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média, aromas primários, frescos, frutos silvestres pretos e vermelhos, amoras, mirtilos, especiaria, chocolate preto, ligeiras notas de ervas aromáticas, menta e esteva.

    Na boca é um vinho doce, com acidez média (+), taninos potentes, que secam a boca no final, álcool alto (20,0º), corpo cheio, intenso, frutos silvestres, chocolate preto, carnudo, com um final longo e grande persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, muito elegante, frutado, pureza de fruta, cheio de frescura, potente, amplo, envolvente, que dá um prazer enorme. Esta secura final do vinho, combinou na perfeição com um queijo Roquefort, formando um conjunto harmonioso e viciante.


    Castas: Porto Blend
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 94

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Fonseca

    Website: Fonseca Guimaraens Porto Vintage 2015

    Preços: Fonseca Guimaraens Porto Vintage 2015

  • Ramos Pinto Porto Tawny 30 Anos
    Ramos Pinto Porto Tawny 30 Anos

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor âmbar, bordo esverdeado, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, muito complexo, frutos secos, nozes, amêndoas, balsâmico, madeiras, cedro, especiarias, canela, baunilha, café e charuto.

    Na boca é um vinho doce, com acidez alta, álcool alto (20,5º), corpo cheio, sabor intenso, poderoso, frutos secos, café, tostados, especiaria, sedoso, com um final muito longo e grande persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, muito complexo, rico, elegante, opulento, concentrado, aveludado, com uma frescura fabulosa, viciante, que dá um prazer enorme, cheio de emoções. Acompanhei com um bolo inglês, cheio de nozes e frutas cristalizadas, que harmonizou na perfeição.


    Castas: Vinhas Velhas
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 96

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Ramos Pinto
    Website: Ramos Pinto Porto Tawny 30 Anos

    Preços: Ramos Pinto Porto Tawny 30 Anos

  • Medalha de Ouro para Vinho da Adega do Montado

    MEDALHA DE OURO PARA A ADEGA DO MONTADO 

    O vinho Monte das Bagas de Ouro Tinto 2020, produzido e comercializado pela Adega do Montado, foi distinguido com uma medalha de Ouro na edição 2022 do prestigiado Concurso Internacional Mundus Vini. Na edição deste ano foram a concurso cerca de 10.000 referências de vinhos de todo o Mundo, sendo que apenas 40% das mesmas foram distinguidas. 

    O Monte das Bagas de Ouro Tinto é uma delas!

    Monte das Bagas de Ouro Tinto 2020

    E MAIS UMA MEDALHA DE PRATA 

    O vinho Monte das Bagas de Ouro Reserva Tinto 2019, lançado há pouco mais de 2 meses no mercado, foi distinguido com uma medalha de Prata no Concurso Mundus Vini deste ano. 

    Monte das Bagas de Ouro Reserva Tinto 2019

    Esta não é a primeira vez que a Adega do Montado é distinguida neste Concurso anual que se realiza na Alemanha. Também o nosso Monte das Bagas de Ouro Branco já tinha recebido uma medalha atribuída no certame.

    A ADEGA DO MONTADO 

    É uma empresa familiar situada em pleno Baixo Alentejo, no Concelho de Serpa, Freguesia de Briches.  Nasceu de um sonho de um dos sócios fundadores: plantar uma vinha e construir uma Adega para produzir o nosso próprio vinho. 

    E-mail: adegadomontado@gmail.com 

    Website: www.adegadomontado.pt

  • Dona Matilde Reserva Branco 2019
    Dona Matilde Reserva Branco 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, amarela palha, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), complexo, frutas tropicais, manga e ananas, citrino, anisado e ligeiro fumado.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), intensa, elegante, álcool médio (13,5º), corpo médio (+), sedoso, envolvente, final longo e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, com aromas de frutas tropicais, citrino, frescura, equilibrado, aveludado, muito elegante, saboroso pelo que que dá muito prazer beber. Harmonizou muito bem com uns pastéis de bacalhau, acompanhados com um arroz de grelos.


    Castas: Arinto, Viosinho, Rabigato e Gouveio
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Dona Matilde

    Website: Dona Matilde Reserva Branco 2019

  • Taylor’s lança Very Very Old Tawny Port para comemorar o jubileu de platina da rainha Isabel II

    Um vinho sublime para celebrar um extraordinário reinado.

    No dia 6 de Fevereiro de 2022, Isabel II tornou-se a primeira monarca britânica a celebrar um jubileu de platina, marcando 70 anos de serviço ao povo do Reino Unido e à Commonwealth.

    “Para celebrar este aniversário sem precedentes, a Taylor’s, detentora do alvará real de fornecedor de Vinho do Porto a HM Queen Elizabeth II, decidiu engarrafar o Taylor’s Very Very Old Tawny Port. Este excepcional vinho do Porto é elaborado a partir dos melhores vinhos das nossas extensas reservas de vinhos velhos, que têm estado a envelhecer em cascos de carvalho, desde que a rainha sucedeu ao trono, atestando silenciosamente o extraordinário reinado de Isabel II como a monarca com o reinado mais longo da história britânica.” afirmou Adrian Bridge, Director Geral da Taylor’s, e acrescentou: “Estamos muito satisfeitos por nos associarmos a uma comemoração tão excepcional com o lançamento de um vinho do Porto único. Este é o vinho perfeito para fazer um brinde à rainha Isabel II.”

    Os vinhos seleccionados para o lote desta edição limitada foram escolhidos individualmente e lotados pelos provadores da Taylor’s. A atenção ao detalhe é exibida no paladar deste vinho extraordinário, onde aromas de anis, maçapão, marmelo e subtis notas de caramelo, se sobrepõem com um refinamento surpreendente e uma acidez muito equilibrada. As décadas de envelhecimento em madeira concentraram este vinho quase a uma essência, produzindo aromas intensos e complexos de nozes e especiarias, evidenciados por uma acidez crocante que confere ao vinho uma frescura atraente.

    O pioneirismo da Taylor’s e a total dedicação aos mais altos padrões de qualidade do Vinho do Porto estão condensados neste vinho, que combina elegância e equilíbrio, bem como poder subtil e persistência. Que melhor forma de celebrar o jubileu de platina de Isabel II do que com um notável vinho do Porto Taylor’s.

    O Taylor’s Very Very Old Tawny Port Platinum Jubilee é apresentado na clássica garrafa fosca dos tawnies de idade da Taylor’s, numa elegante caixa de madeira de faia. Esta edição limitada de 2.000 garrafas vai estar disponível na loja das Caves Taylor’s a durante o mês de Março, com o PVP de 490€.

    Notas de prova

    Cor mogno vivo com bordo ocre claro. Nariz opulento e inebriante envolto de notas de caixa de charutos, café torrado, pétalas de rosa prensadas e um toque de gengibre. Apresenta um bouquet intenso de mel de urze com algum couro chamuscado, notas de carvalho fino, cinco especiarias e figos. Maravilhosa estrutura aromática que envolve o nariz, seduzindo-nos desde o primeiro gole.

    No palato apresenta uma concentração maravilhosa e uma acidez brilhante e atrevida. Notas de anis, maçapão, marmelo, casca de laranja cristalizada, melaço, cardamomo e um toque subtil de caramelo. A sinfonia de sabores que desperta os nossos sentidos é precisa, em equilíbrio e sedução. Um surpreendentemente refinado e bem construído Tawny. Perfeito para celebrar o Jubileu de Platina da Rainha Isabel II.

    As Caves Taylor’s:

    As caves Taylor’s são autênticas ‘catedrais do vinho’, construídas há vários séculos fornecem as condições ideais para o longo e suave envelhecimento do vinho do Porto. Com grossas paredes de granito e tectos muito altos conservam uma temperatura baixa e constante ao longo do ano. Muito importante é também a proximidade das caves ao rio Douro e ao oceano Atlântico, que fornecem a humidade necessária a um bom envelhecimento, pois limitam a evaporação. Esta evaporação, essencial ao excelente envelhecimento dos Tawnies, permite o desenvolvimento de um fungo preto sobre as telhas das caves, responsável pela característica cor escura dos telhados das caves do vinho do Porto.

    A Taylor’s:

    A Taylor’s é uma das primeiras e históricas casas de vinho do Porto, tendo sido estabelecida em 1692. Empresa familiar desde a sua fundação dedica-se exclusivamente à produção de vinhos do Porto de grande qualidade, desde o plantio da vinha e cultivo das uvas à elaboração, envelhecimento e engarrafamento dos lotes de vinhos. O compromisso da família com o futuro do vinho do Porto é também demonstrado na sua determinação em preservar o ambiente único da região do Douro, através da promoção de uma viticultura sustentável, nas suas dimensões ambiental, social e económica. A empresa é sobretudo conhecida pelos seus elegantes e longevos vinhos do Porto Vintages, que estão entre os mais reconhecidos, procurados e coleccionáveis, provenientes da emblemática Quinta de Vargellas e das Quintas da Terra Feita e Junco.  A casa foi a criadora do LBV (Late Bottled Vintage), um estilo no qual a empresa foi pioneira e do qual continua a ser o principal produtor, tendo ainda sido pioneira no lançamento do Chip Dry, o primeiro Porto Branco Seco e no lançamento do primeiro Vintage Single Quinta. A Taylor’s é também reconhecida como o mais importante produtor de Tawnies de Idade e possui uma das mais extensas reservas de vinhos do Porto envelhecidos em casco.

    Mais informações em Taylor’s Very Very Old Tawny Port

  • S. Valentim: celebre com Quinta do Pessegueiro  Porto Branco Leve Seco 

    A Quinta do Pessegueiro, um projeto incontornável da Região Demarcada do Douro, em  Ervedosa do Douro, São João da Pesqueira, apresenta a sua sugestão para o dia mais  romântico do ano – o Dia de São Valentim: o Porto Branco Leve Seco

    As uvas deste vinho Quinta do Pessegueiro Porto Branco Leve Seco provêm de várias  parcelas entre os 200 m e os 550 m de altitude. A casta predominante é o Viosinho. O  vinho estagiou em pipas antigas de 600L de castanho, durante, pelo menos, 3 anos.  Durante o seu envelhecimento até à garrafa, este vinho não sofreu qualquer tipo de  filtração ou outro tipo de tratamento. 

    Este é um vinho do Porto que apresenta cor palha com aromas de laranja e toranja. É muito fresco e ideal para brindar no Dia de São Valentim com uma pessoa especial.  

    Quinta do Pessegueiro Porto Branco Leve Seco  

    PVP Garrafa 500ml: 14,90€


    Website: Quinta do Pessegueiro

  • Montaria Tinto Escolha do Ano 2017
    Montaria Tinto Escolha do Ano 2017

    Vinho com uma cor límpida, cor rubi, intensidade pronunciada, nariz limpo sem defeitos. Aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, frutado, frutos pretos, ameixa e cereja preta, floral, alecrim, menta, esteva, especiaria, pimentas e chocolate.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média, taninos médios, muito suaves, elegantes, álcool médio (+) (14,0º), corpo médio, amplo, intensidade média (+), frutado, apimentado, com um final médio (+) e boa persistência.

    Cozido à Portuguesa

    É um vinho com uma qualidade muito boa, muito perfumado e balsâmico, fruta preta e especiaria, envolvente e suave na boca. Está no momento certo para ser bebido, com tudo em equilíbrio. Acompanhou maravilhosamente um cozido à Portuguesa.


    Castas: Petite Syrah (100%)
    Região: Alentejo


    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Onde comprar: Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Parras Wines: Parras Wines
    Ficha Técnica: Montaria Tinto Escolha do Ano 2017

    Preços: Portugal Vineyards

  • Quinta da Caldeirinha Tinto Syrah 2013
    Quinta da Caldeirinha Tinto Syrah 2013

    Vinho com uma cor límpida, cor rubi, tons de granada, intensidade média, nariz limpo sem defeitos. Aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, frutado, frutos silvestres, cereja, floral, violeta ou rosa, herbáceo, ligeira azeitona, especiaria, noz moscada.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média, taninos médios, muito suaves, elegantes, persistentes, álcool médio (14,0º), corpo médio, amplo, intensidade média(+), frutado, especiado, apimentado, noz moscada e pimenta, com um final médio (+) e muito boa persistência.

    É um vinho com uma qualidade muito boa, com muita elegância e equilíbrio, suavidade e frescura, fruta requintada, e muita especiaria. Está no ponto ótimo para ser bebido, com tudo em perfeita ligação e harmonia.


    Castas : Syrah (100%)
    Região: Beira Interior


    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Onde comprar : Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Website : Quinta da Caldeirinha
    Website : Quinta da Caldeirinha Tinto Syrah 2013

    Preços: Quinta da Caldeirinha Tinto Syrah 2013

  • Quinta do Noval Nacional Porto Vintage 2019
    Quinta do Noval Nacional Porto Vintage 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor púrpura, opaco, intensidade profunda, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), ainda fechado, contemplativo, mas muito complexo, aromas primários, fruta preta, floral, flores silvestres, herbáceo, mato seco, esteva, especiaria, chocolate branco, balsâmico, cedro, resinoso.

    Na boca é um vinho doce, com acidez elevada, taninos impressionantes, envolventes, potentes, álcool alto (19,5º), corpo cheio, muito concentrado, mineral, amplo, sabor de intensidade brutal, fruta preta pura, denso, sedoso, com um final poderoso e interminável, muito longo e enorme persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, emocional, impressionante, de uma intensidade na boca viciante, de deleite e puro prazer, é um vinho que se mastiga e que enche a alma, nunca perdendo a sua elegância.


    Castas : Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinto Cão, Sousão, Tinta Roriz
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 98

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website : Quinta do Noval
    Website : Quinta do Noval Nacional Porto Vintage 2019
    Ficha Técnica : Quinta do Noval Nacional Porto Vintage 2019

    Preços : Quinta do Noval Nacional Porto Vintage 2019

  • Quinta do Noval Porto Vintage 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor purpura, violeta, retinta, intensidade profunda, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, complexo, aromas primários, foco nos frutos pretos, floral, violeta, herbáceo, mato selvagem seco, esteva, eucalipto, especiaria, cacau, terroso.

    Na boca é um vinho doce, com acidez elevada, taninos firmes, elegantes, potentes, álcool alto (19,5º), corpo cheio, estrutura, amplo, sabor intenso, frutado, carnudo, picante, sedoso, com um final seco, muito longo e grande persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, impressionante, frutado intenso, picante, elegante e equilibrado, aveludado, cheio, rico, de uma frescura final imensa, que enche a boca, um prazer enorme.


    Castas : Touriga Francesa, Tinto Cão, Touriga Nacional, Sousão e Tinta Roriz
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 96

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website : Quinta do Noval
    Ficha Técnica : Quinta do Noval Porto Vintage 2019
    Preços: Quinta do Noval Porto Vintage 2019

  • Quinta do Passadouro Porto Vintage 2019
    Quinta do Passadouro Porto Vintage 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor purpura, retinta, intensidade profunda, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+) um pouco fechado e misterioso, complexo, aromas primários, frutos silvestres pretos, mirtilos, citrino, muito floral, violeta, flores silvestres, especiaria, chocolate branco, pimenta.

    Na boca é um vinho doce, com acidez média(+), muitos taninos, potentes, álcool alto (19,5º), corpo cheio, sabor intenso, frutado, com um final longo, seco e muita persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, muito floral, frutado, intenso, com taninos potentes, grande estrutura, especiado, apimentado, formando um conjunto muito agradável.


    Castas : Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinto Cão, Sousão, Tinta Roriz
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 91

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website: Quinta do Passadouro

    Ficha Técnica : Quinta do Passadouro Porto Vintage 2019

  • Quinta da Romaneira Porto Vintage 2019
    Quinta da Romaneira Porto Vintage 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor purpura, retinta, intensidade profunda, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, complexo, aromas primários, frutos silvestres pretos e vermelhos maduros, citrinos, bergamota, mato seco, especiaria, chocolate, terroso.

    Quinta da Romaneira Porto Vintage 2019

    Na boca é um vinho doce, com acidez média(+), taninos elegantes, finos, potentes, álcool alto (19,5º), corpo cheio, sabor intenso, frutado, carnudo, mineral, sedoso, com um final longo e grande persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, perfumado, pureza de fruta, aromas de bosque, intenso, picante, harmonioso e equilibrado, aveludado, envolvente e grande potência, que dá um prazer enorme.


    Castas : Touriga Nacional (70%), Touriga Francesa (27%) e Sousão (3%)
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Website : Quinta da Romaneira
    Website : Quinta da Romaneira Porto Vintage 2019
    Ficha Técnica: Quinta da Romaneira Porto Vintage 2019

  • Herdade Aldeia de Cima Reserva Tinto 2018
    Herdade Aldeia de Cima Reserva Tinto 2018

    Vinho com uma cor límpida, cor rubi, intensidade média(+) , nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, fruta preta, ameixa preta, amora em compota, herbáceo, erva seca, eucalipto, especiaria, pimenta rosa.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), taninos suaves, elegantes, persistentes, álcool médio (+) (14,0º), corpo médio, leve, amplo, frutado correspondendo ao nariz, apimentado, com um final médio (+) e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade muito boa, com frescura, leve, equilibrado, fruta elegante, com uma lado floral e herbáceo muito interessante. Acompanhou borrego assado no forno com migas de espargos. Pode ser bebido desde já ou guardar mais tempo.


    Castas : Trincadeira (35%), Alfrocheiro (27%), Alicante Bouschet (21%)
    e Aragonez (17%)
    Região: Alentejo


    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Onde comprar : Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Website : Herdade Aldeia de Cima
    Website :Herdade Aldeia de Cima Reserva Tinto

    Preços : Herdade Aldeia de Cima Reserva Tinto 2018

  • Lupucinus Reserva Tinto 2017
    Lupucinus Reserva Tinto 2017

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, fruta vermelha madura, floral, rosas, esteva.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média, taninos suaves, aveludados, álcool médio (+) (14,0º), corpo médio, frutado, sedoso, com um final médio e boa persistência.

    É um vinho de boa qualidade, frutado, fruta vermelha, com frescura, equilibrado, elegante, suave, está óptimo para ser bebido, muito agradável. Acompanhou muito bem um costelão de vaca grelhado.


    Castas : Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca
    Região : Douro


    A minha nota pessoal: FB 88

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59



    Onde comprar :
    Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Website : Quinta de Lubazim
    Website : Quinta de Lubazim Vinhos

    Preços : Lupucinus Reserva Tinto 2017

  • Quinta Dona Matilde lança vinho de vinha histórica com mais de 90 anos
    Dona Matilde Vinha do Pinto 2019

    A Quinta Dona Matilde está a lançar um novo vinho que, acreditamos, vai fazer história na já longa história desta propriedade, uma das mais antigas da região do Douro – Dona Matilde integra a primeira demarcação ordenada pelo Marquês de Pombal em 1757. 


    Dona Matilde Vinha do Pinto 2019 é a expressão máxima da vinha mais antiga da Quinta Dona Matilde, uma vinha com mais de 90 anos, da primeira geração de vinhas pós-filoxéricas. É um vinho quase sem intervenção enológica, cuja simples prova nos remete para o terroir único e exclusivo da vinha mais histórica desta propriedade.

    Dona Matilde tem um património impressionante de vinhas velhas e este Vinha do Pinto, bem como o Reserva branco 2019 são resultado do trabalho minucioso e de detalhe que a equipa de enologia e viticultura, lideradas por João Pissarra e José Carlos Oliveira, respetivamente, tem vindo a desenvolver em busca do conhecimento da quinta parcela a parcela, tirando o máximo do potencial de cada uma das suas vinhas velhas. 

    Website : Quinta Dona Matilde

    Website : Dona Matilde Vinha do Pinto 2019

  • Dona Matilde Reserva Tinto 2017
    Dona Matilde Reserva Tinto 2017

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, fruta preta, bagas silvestres, cerejas, ameixa, floral, violeta, balsâmico, esteva, terroso.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), taninos suaves, elegantes, firmes, álcool médio (13,5º), corpo médio, envolvente, frutado, frutos silvestres, cereja vermelha, ameixa, sedoso, com um final médio (+) e boa persistência.

    É um vinho de qualidade muito boa, muito frutado, com frescura, intenso, elegante, está num ponto ótimo para ser bebido, com tudo em perfeito equilíbrio. Acompanhou muito bem presunto e salada de polvo como entrada e no prato principal borrego assado no forno.


    Castas : Touriga Nacional (50%), Touriga Franca (30%) Vinhas velhas (20%)
    Região: Douro


    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59



    Onde comprar :
    Portugal Vineyards

    This image has an empty alt attribute; its file name is image001-1.png

    Website : Dona Matilde Reserva Tinto

    Preços : Dona Matilde Reserva Tinto 2017

  • Taboadella Alfrocheiro Reserva Tinto 2019

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), aromas primários, frutos pretos, amoras, mirtilios, ameixa preta, geleia, herbaceo, mato, caruma, bosque.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), taninos suaves, elegantes, mas intensos, álcool médio (13,5º), corpo médio, intenso, frutado, fruta silvestre preta, corresponde ao nariz, sedoso, com um final longo e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, jovem, com uma fruta deliciosa, cheio frescura, intenso, equilibrado, muito elegante, com um final cheio de vigor e que permanece muito tempo na boca. Acompanhou como entrada presunto e queijos variados e como prato coelho frito, foi perfeito. Pode ser bebido desde já ou guardar mais tempo.


    Castas : Alfrocheiro
    Região: Dão


    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Onde comprar : Portugal Vineyards


    Website: Taboadella

    Website: Taboadella Alfrocheiro

    Preços: Portugal Vineyards

  • Vinhos Costa Boal – Trás-os-Montes
    Os novos vinhos Costa Boal são mais uma pérola da riqueza vitícola da região de Trás-os-Montes.
    Palácio dos Távoras Grande Reserva Branco 2020

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor amarela-esverdeada, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, vegetal, amêndoas verdes, noz verde, citrino, frutas brancas.

    Na boca é um vinho seco, com acidez alta, intensa, mas elegante, álcool médio (13,0º), corpo médio (+), envolvente, vegetal, folha de tomate, corpo médio, secura final agradável, elegante, equilibrado, com um final longo e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, frescura intensa, equilibrado, muito elegante, madeira muito bem integrada, que dá muito prazer beber.

    Castas: Vinhas Velhas
    Região: Trás-os-Montes

    A minha nota pessoal: FB 90

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59



    Palácio dos Távoras Bago a Bago Tinto 2020

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor vermelha, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), perfumado, frutado, frutas vermelhas, cerejas, morangos, balsâmico, leve couro.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), elegante, álcool médio (14,0º), corpo médio, taninos suaves, sedosos, leve, especiado, fruta vermelha, elegante, equilibrado, com um final saboroso e muito persistente.

    É um vinho de qualidade excelente, muita frescura e leveza, equilibrado, muita gentileza, mas com um final cheio de garra e persistente.

    Castas: Conjunto alargado de castas autóctones
    Região: Trás-os-Montes

    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Palácio dos Távoras Tinta – Gorda Tinto 2020

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor vermelha, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), perfumado, rosas, frutado, frutas vermelhas, melancia, cerejas, terroso.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), fina, elegante, álcool médio (14,0º), corpo médio, taninos elegantes, suaves, persistentes, leve, especiado, fruta vermelha, elegante, equilibrado, com uma secura final agradável e muito persistente.

    É um vinho de qualidade excelente, descomplicado e moderno, equilibrado, muita delicadeza, proporcionando um enorme prazer a beber.

    Castas: Tinta-Gorda
    Região: Trás-os-Montes

    A minha nota pessoal: FB 92

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Palácio dos Távoras Alicante Bouschet 2018

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, escura, intensidade média (+), nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, frutado, frutos silvestres maduros, tabaco, ligeiro herbáceo, menta, especiaria, pimenta.

    Na boca é um vinho seco, com acidez alta, vibrante, álcool médio (+) (15,0º), muito corpo, concentrado, taninos potentes, intensos, fruta madura, picante, cheio, amplo, final longo e muito persistente.

    É um vinho de qualidade excelente, cheio de frescura, vivo, rico, estruturado, que precisa de comida, está para durar muito mais tempo. Vinho para guardar.

    Castas: Alicante Bouschet
    Região: Trás-os-Montes

    A minha nota pessoal: FB 93

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Palácio dos Távoras Gold Edition 2018

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, intensidade média (+), nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade pronunciada, complexo, frutado, frutos silvestres, bagas pretas, bosque, mineral, grafite, especiaria, tabaco, pimenta.

    Na boca é um vinho seco, com acidez alta, vibrante, explosiva, álcool médio (+) (14,5º), muito corpo, concentrado, taninos potentes, intensos, sedosos, fruta madura, especiaria, picante, amplo, final longo e muita persistência

    É um vinho de qualidade excelente, com frescura, vivacidade, estruturado, complexo, muito elegante, cheio de classe, muito saboroso, que dá um enorme prazer. É um vinho de reflexão, que está para durar muito mais tempo.

    Castas: Vinhas Velhas
    Região: Trás-os-Montes

    A minha nota pessoal: FB 95

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59



    Website : Costa Boal

    Website : Vinhos Costa Boal

  • Infinitude – Vinhos da Serra de Sintra
    Tal como a vida, o vinho é o resultado visível de uma infinidade de acontecimentos.
    Obra viva, em evolução. Assim são os vinhos nascidos na Quinta da Azenha, em Sintra, Colares,
    nas vinhas da família Osório de Vasconcelos Jardim Gonçalves
    Infinitude Merlot Rosado 2020

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor salmão, casca de cebola, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média, com notas de frutas vermelhas como cereja e groselha vermelha, ligeiro vegetal, bosque.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), álcool médio (12,5º), corpo médio (+), taninos suaves, envolvente, amplo, frutado, bagas silvestres vermelhas, mineral, salino, elegante, equilibrado, com um final longo e muito boa persistência.

    É um vinho de boa qualidade, frutado, fresco, equilibrado, de grande suavidade e elegância, que dá muito prazer beber.

    Castas: Merlot
    Região: Lisboa IG

    A minha nota pessoal: FB 89

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Infinitude Pinot Noir 2017

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, encarnada, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), com notas de frutos silvestres vermelhos, perfumado, muito bosque, trufa, balsâmico, cedro.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), álcool médio (13,0º), corpo médio (+), taninos suaves, mas vivos, potentes, envolvente, amplo, frutado, frutas vermelhas silvestres, mineral, salinidade, muito elegante, equilibrado, com um final longo e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, fácil de beber, transmite o terroir, muito bosque, frescura, equilibrado, suavidade e elegância, muito longo e envolvente.

    Castas: Pinot Noir
    Região:
    Lisboa IG

    A minha nota pessoal: FB 91

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Infinitude Blend Tinto Pinot Noir e Merlot 2018

    Vinho com uma cor límpida, brilhante, cor rubi, vermelha, intensidade média, nariz limpo sem defeitos, aroma com uma intensidade média (+), com notas de frutos vermelhos, cereja e framboesa, bosque, especiaria, pimentas, balsâmico, resinoso.

    Na boca é um vinho seco, com acidez média (+), álcool médio (13,0º), corpo médio (+), taninos potentes, elegantes, envolvente, amplo, frutado, frutas vermelhas, mineral, salino, equilibrado, com um final longo que se espalha pela boca e muito boa persistência.

    É um vinho de qualidade excelente, frescura, delicado, envolvente, com uma secura muito agradável, que gera um final muito longo e persistente.

    Castas: Pinot Noir e Merlot
    Região: Lisboa IG

    A minha nota pessoal: FB 91

    Excelência: 96-100
    Excepcional: 90-95
    Bom/Muito Bom: 80-89
    Mediano: 70-79
    Pobre: 60-69
    Não aceitável: 50-59


    Infinitude Merlot 2018