Saint Clair Wairau Reserve Sauvignon Blanc 2018

Vinho com uma cor de tonalidade amarela, citrina intensidade média, límpida.

Saint Clair Wairau Reserve Sauvignon Blanc 2018

Nariz  com uma intensidade aromática média (+), aromas primários, frutado,  frutas tropicais, maracujá, vegetais, folha de tomate e espargos, fruta cítrica, ligeiro citrino, toranja.

Na boca é um vinho seco, com acidez alta, álcool médio (12,5º), corpo médio, de intensidade média (+), fruta tropical maracujá, citrino, mineral, final longo e boa persistência. 

É um vinho com um nível de qualidade muito boa, com frescura incrível, elegância e equilíbrio, ligeira untuosidade, amplo na boca e um final muito agradável. Representativo da casta Sauvignon Blanc. Na perfeição com um arroz de pato.

Arroz de pato

A minha nota pessoal: FB 90

Excelência: 96-100
Excepcional: 90-95
Bom/Muito Bom: 80-89
Mediano: 70-79
Pobre: 60-69
Não aceitável: 50-59

Website: Saint Clair Family Estate

Preços: Saint Clair Wairau Reserve Sauvignon Blanc 2018

Rozès sugere Terras do Grifo Grande Reserva Magnum CELEBRAR O DIA DO PAI EM GRANDE

Terras do Grifo Grande Reserva 2015 Magnum

A excecionalidade de um vinho servido em tamanho maior é a sugestão da Rozès para celebrar o Dia do Pai. O Terras do Grifo Grande Reserva Tinto 2015 Magnum, oferecido numa caixa de madeira individual, é a escolha certa para comemorar um momento em família, sendo um vinho indicado para acompanhar um bom prato de gastronomia tradicional portuguesa.

Este é um dos vinhos de referência da Rozès, premiado nacional e internacionalmente. De cor rubi concentrada, revela boa riqueza aromática dividida entre notas químicas, florais e de frutos pretos maduros. Toque levemente tostado e vanílico, formando um conjunto elegante e harmonioso. Textura rítmica e apaixonada para um equilíbrio perfeito entre taninos macios e acidez. Castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinto Cão e Sousão.

O Terras do Grifo Grande Reserva 2015 Magnum pode ser encontrado no El Corte Inglés, na Garrafeira Tio Pepe, Garrafeira Dom Vinho, entre outros.

PVP: 70 a 75 euros.

Rozès. Em 1855, Ostende ROZÈS, então negociante de vinhos finos em Bordéus, fundou a Casa ROZÈS. Inicialmente importados e comercializados nesta região, a reputação dos Vinhos do Porto da Casa afirmou-se rapidamente graças à sua qualidade. O filho de Ostende ROZÈS, Edmond ROZÈS, contribuiu para o desenvolvimento da sociedade ao criar a marca “Porto ROZÈS” e ao utilizar uma garrafa à “antiga Portuguesa” que permitia identificar simultaneamente a marca e o Vinho do Porto. Já instalada em Vila Nova de Gaia, de onde exportava os seus vinhos para todo o mundo, a ROZÈS prossegue o seu desenvolvimento e reforça, ao longo dos tempos, um renome que assenta numa preocupação permanente com a qualidade.

Integra atualmente o grupo de Champagne VRANKEN POMMERY MONOPOLE, tendo como atividade a produção e comercialização de vinhos do Porto sob as marcas ROZÈS, SÃO PEDRO DAS ÁGUIAS e QUINTA DO GRIFO, e do Douro sob a marca TERRAS DO GRIFO, bem como a distribuição dos champagnes do grupo POMMERY. O seu património inclui as suas vinhas (9 quintas) na Região Demarcada do Douro e as caves de envelhecimento no centro histórico de Vila Nova de Gaia.

Mais informações www.rozes.com.pt.

Vinhos da Quinta do Pôpa são oficialmente ‘Vegan Friendly’

A Quinta do Pôpa – propriedade vinhateira duriense situada na EN 222, em Adorigo, no concelho de Tabuaço – é um projecto recente e que primou pela diferença, desde a sua génese. Um sonho carregado por Francisco Ferreira, conhecido como Pôpa; tornado embrião pelo seu filho “Zeca do Pôpa”, com a compra de parte da Quinta do Vidiedo, em 2003; e celebrado em 2010, aquando da entrada dos netos do Pôpa, os irmãos Stéphane e Vanessa. No que toca a conceitos Friendly, a Quinta do Pôpa é ‘Pet Friendly’ há uma mão cheia de anos. É agora a vez de os seus vinhos se oficializarem como ‘Vegan Friendly’.

A partir de Maio, os vinhos da Quinta do Pôpa vão poder envergar o BevVeg Vegan Trademark Symbol, um selo atribuído pela BevVeg! International, LLC, a maior entidade mundial habilitada a fazê-lo. Os vinhos da Quinta do Pôpa foram alvo de um processo de certificação exaustivo que permitiu atestar que o processo de produção vínica está isento do uso de produtos de origem animal.

Os vinhos da Quinta do Pôpa vão assim passar a constar de um “cadastro mundial” ou directório global de vinhos vegan, que pode ser consultado no site da BevVeg!, em www.bevveg.com, e na aplicação com o mesmo nome e actualmente com mais de um milhão de bebidas listadas. Ganham assim amplitude comunicacional e credibilidade, importante na decisão de compra.

Para a Quinta do Pôpa, esta é uma forma de produção mais consciente e que nos aproxima de um maior número de consumidores, porque não exclui os que se regem por uma conduta vegana, ou seja, que recusam o consumo de alimentos e produtos de origem animal.

Website: Quinta do Pôpa

Vinhos apaixonantes receberam prémios Prestígio, Excelência e Escolha!

A revista especializada “Paixão Pelo Vinho” provou e classificou, em 2019, mais de mil vinhos em prova cega. Os vinhos e espumantes que se destacaram pelas sedutoras características sensoriais, foram agora oficialmente premiados, recebendo as distinções Paixão Pelo Vinho “Prestígio”, “Excelência” e “Escolha”.

O ponto alto de todas as publicações especializadas é sempre o dia em que se festeja o setor, que recebe todas as atenções durante o ano, e se entregam os prémios aos melhores. Assim aconteceu, também, com a revista Paixão Pelo Vinho que, no passado dia 7 de março, juntou produtores e enólogos, para entregar os prémios aos melhores vinhos e espumantes, provados no decorrer de 2019, e celebrar numa festa vínica, que juntou mais de 1200 apreciadores de vinhos, no Hotel Vila Galé Ópera, em Lisboa.

Foram provados e avaliados mais de mil vinhos, espumantes e aguardentes vínicas. Destes, um total de 68 foram premiados, com maior destaque para a região do Douro, que arrecadou 28 distinções.

O prémio Paixão Pelo Vinho “Prestígio”, coube a oito produtores. Entre eles, três vinhos tintos, todos DOC Douro: Costa Boal Homenagem Douro tinto Grande Reserva 2011, da Costa Boal Family Estates; Quinta da Manoella Vinhas Velhas tinto 2016, da Wine & Soul; e Quinta da Oliveirinha Vinha Franca tinto (Touriga Franca) 2013, produzido pela família Alves de Sousa. Apenas um vinho branco ganhou “Prestígio”, foi o Terrantez do Pico, com Indicação Geográfica Açores, da colheita de 2018, produzido pela Azores Wine Company. Os Vinhos do Porto Vintage 2017 também estiveram em destaque, arrecadando quatro destes prémios mais altos: Portal, da Quinta do Portal; Croft Quinta da Roeda Serikos e Taylor’s Vargellas Vinha Velha, ambos produzidos por Quinta & Vineyard Bottlers – Vinhos; e Quinta das Lamelas, de José António da Fonseca Augusto Guedes.

A “Excelência”, prémio equivalente às habituais medalhas de ouro, foi entregue a 44 produtores. O Douro destacou-se e veio de lá o único Moscatel premiado – Adega de Favaios Moscatel 1989. A casta Touriga Nacional esteve presente em muitos dos vinhos premiados, como o Quinta da Gricha Talhão 8 tinto 2016, da Churchill Graham. A Quinta do Noval conquistou dois prémios, com os Quinta do Noval tinto Reserva 2016 e Porto Vintage 2017. Também a Quinta da Barca foi distinguida com “Excelência” para os Busto branco Grande Escolha 2017 e tinto Grande Escolha 2016. O Secretum Arinto 2018 e, do mesmo produtor, o Lua Cheia em Vinhas Velhas tinto de Vinhas Velhas Reserva Especial 2016 também foram distinguidos com ouro. Márcio Lopes Winemaker recebeu dois prémios, um para o vinho Proibido DOC Douro tinto de Vinhas Velhas Grande Reserva 2017 e para o Pequenos Rebentos Edição Especial Vinhas Velhas branco (Loureiro) Reserva 2018, DOC Vinho Verde. A casta Alvarinho foi premiada em duas interpretações: Dom Ponciano espumante Bruto Natural 2013 e Soalheiro Primeiras Vinhas 2018. A Bairrada destacou-se, com dois prémios para a Adega de Cantanhede: Marquês de Marialva Edição Especial 65 Anos, tinto Garrafeira 2001, da casta Baga; e Marquês de Marialva tinto de Vinhas Velhas Grande Reserva 2013. A região Tejo ficou bem representada, entre outros, pelos vinhos Desalmado tinto 2013 e pelo Bridão Private Collection tinto 2016, ambos da Adega do Cartaxo. O Scala Coeli tinto 2015, produzido pela Fundação Eugénio de Almeida; o Monte da Capela 18 Anos tinto Grande Reserva 2016, da Casa Clara; e Mamoré de Borba tinto Grande Reserva 2015, da Sovibor, são bons exemplos de vinhos imperdíveis nascidos no Alentejo. A ilha do Pico também brilhou com o Vinha Centenária branco 2017. Estes são apenas alguns exemplos, entre os melhores vinhos, premiados com Excelência.

Os prémios “Escolha” valorizam as melhores relações qualidade-preço, foram distinguidos 16 vinhos, como Castelo D’Arez Colheita Selecionada tinto 2016 e branco 2017, da Sociedade Agrícola da Arcebispa, e os Camolas Selection branco Reserva 2018 e tinto Reserva 2017, produzidos pela Adega Camolas, todos da Península de Setúbal, região que se destacou. A lista completa com todos os premiados, pode ser consultada na próxima edição da revista Paixão Pelo Vinho, nas bancas no final de março.

Para Maria Helena Duarte, fundadora e diretora da revista Paixão Pelo Vinho, “é fundamental reconhecer a qualidade, já que os prémios para além de valorizarem os vinhos e exponenciarem a sua procura nos mercados, interno e externo, dinamizando a economia, também ajudam os apreciadores a escolher os vinhos certos para cada ocasião”. Já João Pereira Santos, diretor adjunto da publicação, destaca que “a qualidade dos vinhos portugueses está cada vez melhor, posicionando-os entre os melhores do mundo!”.

Com tantos e tão bons vinhos, não vão faltar razões para juntar família e amigos em jantares especiais, convívios, boas conversas e grandes brindes! 

SOBRE A REVISTA PAIXÃO PELO VINHO

Revista dedicada ao mundo dos vinhos, à gastronomia e destinos. É publicada desde 2006, tem periodicidade trimestral, sendo a versão impressa distribuída pela VASP em território nacional e internacional, contando com posterior edição on-line de acesso livre e gratuito, o que a torna única, liderando audiências. A revista Paixão Pelo Vinho contribui ativamente para levar ao mundo o que de melhor que se faz em Portugal, num verdadeiro elogio aos cinco sentidos.

www.revistapaixaopelovinho.com

Pode ler as últimas edições da Revista Paixão Pelo Vinho AQUI

Quinta de S. Sebastião Reserva eleito Melhor Vinho Tinto do Vinalies

O Quinta de S. Sebastião Reserva 2015 recebeu o prémio de Melhor Vinho Tinto do Vinalies 2020, com 95 pontos. Este prestigiado Concurso, que decorreu em Paris entre 28 de Fevereiro e 3 de Março, teve mais de 3000 vinhos em competição, de mais de 45 Países.

“A Quinta de S. Sebastião desde 1755 que produz e contribui decididamente para a qualidade dos vinhos da Arruda e agora, mais do que nunca, sentimos a responsabilidade de continuar a ser reconhecidos e diferenciados pela excelência dos nossos vinhos”, afirma António Parente, proprietário da Quinta.

Por seu lado, Filipe Sevinate Pinto, enólogo consultor deste projeto vitivinícola, salienta que “o Clássico está sempre na moda. Uma região milenar na produção de vinhos, uma Quinta secular e condições naturais únicas onde as encostas e a proximidade do mar definem um perfil clássico de grande equilíbrio, elegância e frescura”.

E adianta: “É uma honra fazer parte deste projeto e a Arruda dos Vinhos (na Região de Lisboa) sai vitoriosa no panorama mundial pela forma como tem mantido a atividade vitivinícola na região e pelas oportunidades que terá no futuro”.

Quinta de S. Sebastião Reserva Tinto de 2015

O Quinta de S. Sebastião Reserva Tinto 2015 é um blend das castas Merlot, Touriga Nacional e Syrah, de vinhas maioritariamente de encosta, ao alto, em solos argilo-calcários, na Arruda dos Vinhos, que tem um clima mediterrâneo com forte influência Atlântica.

Este Vinho Regional Lisboa tem cor granada profunda, aroma com notas de fruta madura, flores de laranjeira e algumas especiarias bem casadas com as notas tostadas obtidas durante os 12 meses de estágio em barricas de carvalho francês. Na boca é um vinho intenso e elegante, com taninos a assegurar uma evolução favorável nos próximos anos. Acompanha bem carnes vermelhas, enchidos, lombo de porco assado com castanhas e cozido à portuguesa.

Pré-visualizar(abre num novo separado)

Ainda no Concurso Vinalies 2020, a somar a esta pontuação do Quinta de S. Sebastião Reserva Tinto de 2015, também o S. Sebastião Touriga Nacional de 2017 (86 pontos) e o Mina Velha Tinto de 2018 (87 pontos) foram distinguidos com diploma de Ouro.

Website : Vinalda

Website : Quinta de São Sebastião

NAS R&D SESSIONS DA TOCA DA RAPOSA, AS NOVAS CRIAÇÕES SÃO (A)PROVADAS À VOLTA DA MESA

Todas as quartas-feiras, Constança Raposo Cordeiro partilha experiências de pesquisa e desenvolvimento de novas bebidas em sessões intimistas dentro da Toca

A Raposa Silvestre continua a fazer das suas. Inquieta e irreverente, Constança Raposo Cordeiro não tira férias da sua incessante busca por novos sabores, resultado de novos e velhos ingredientes que encontra na natureza, no seu estado mais puro, e que traz para o seu ‘laboratório’. Aqui é onde tudo acontece, onde desenvolve o seu trabalho, que agora quer dar a conhecer de perto. Desta vontade de envolver os clientes e partilhar o processo criativo, nascem as R&D Sesh, sessões de pesquisa e desenvolvimento (research and development). Dentro da Toca, fora da caixa, e à volta da mesa, estas sessões, com a duração de uma hora e meia, acontecem agora todas as quartas-feiras, em dois horários – 18h30 e 20h30 – para um máximo de 12 pessoas, sendo necessária reserva através do site www.tocaraposa.com

Folhas de figueira ou de mostarda, cogumelos shitake ou pleurotus, azeitonas ou sementes de freixo, batata e frutas da época, são apenas alguns dos ingredientes que podem fazer parte destas combinações improváveis, uma vez que as #rndsesh da Toca da Raposa são diferentes todas as semanas, de acordo com as fases de criação da bartender. Em cada sessão serão testadas e (a)provadas, por todos os participantes, cinco bebidas, entre elas licores, fermentados e, claro, cocktails, entre outros projetos que Constança e a sua equipa estejam a desenvolver.

Para acompanhar os líquidos em teste, a experiência conta também com sabores para trincar. Alimentos puros, sazonais e portugueses, como azeite, sal, pão, vegetais crus da época, pickles de legumes preparados na Toca, ervas aromáticas e gema de ovo, estão dispostos na grande mesa de pedra comunal durante toda a sessão para degustação.

O preço por pessoa é de 25€ e inclui as bebidas, os alimentos, e uma hora e meia de curiosidades e sabores, troca de ideias e partilha de experiências num ambiente descontraído, ao som de boa música e, claro, sempre com a Raposa a fazer das suas.

Reservas: https://www.tocaraposa.com/

Okah Restaurant & Rooftop recebe Paulo Laureano para uma experiência memorável de sabores

Com uma vista privilegiada sobre o Tejo, o ŌKAH irá surpreender, a 12 de março, com um jantar vínico. Todas as criações do chef Luís Barradas serão acompanhadas por vinhos selecionados pelo produtor Paulo Laureano.

Dia 12 de março, quinta-feira, é dia de jantar vínico, no ŌKAH Restaurant & Rooftop, com uma vista deslumbrante sobre Lisboa. A experiência, que terá início às 20h00, conta com os vinhos de Paulo Laureano, um dos mais conceituados enólogos e produtores portugueses, harmonizados com as propostas criativas do chef Luís Barradas.

A refeição tem início com Vieira, Tupinambour e Cogumelos Shimeji.Segue-se o prato de peixe, um Carolino de Ligueirão com Algas do Sado,para degustar com um Verdelho 2018.

Para os amantes de carne, é servido Borrego acompanhado de Beringela, Pão Pita e Hortelã harmonizado com um Alfrocheiro 2016. Lombelo, Pastinaca com Legumes do Poial conjugado com um Dolium Tinto 2014.

Para terminar, o chef Luís Barradas apresenta um Pudim Abade de Priscos, Paulo Laureano harmoniza com Tinta Grossa 2015.

O jantar tem o valor de 45€ por pessoae as reservas podem ser feitas através do e-mail reservas@okah.pt ou do contacto telefónico 914 110 791.

O espaço do novo edifício do Cais da Rocha Conde de Óbidos, em Alcântara, marca pela sua gastronomia única, intensa e sofisticada, uma filosofia que integra diversas influências da cozinha de Portugal e do mundo e que neste jantar irá inspirar-se no vinho. Um jantar que promete surpreender, num perfeito equilíbrio de sabores.

Website: Okah Restaurant & Rooftop

A Casa Relvas sugere para o Dia do Pai

Com mais um Dia do Pai a chegar, além de um bom vinho, a CASA RELVAS sugere também um presente com outro sabor…uma tarde em família na Herdade de São Miguel, no evento anual do produtor de vinhos, Um Dia em São Miguel, e para isso estão já disponíveis para compra as entradas do evento – https://umdiaemsaomiguel.pt.

Dia 30 de Maio, um sábado, a Casa Relvas abre as portas da Herdade de São Miguel, e promove mais um evento “Um dia em São Miguel”, em que apreciadores de vinho, mas também os amantes do campo, e do Alentejo, poderão passar em família um dia diferente e muito animado. A partir das 15h, e até ao pôr-do-sol, vários serão os motivos para que um passeio até ao Redondo seja uma agradável surpresa. Provas de vinho, gastronomia, artesanato, música (inclui concerto acústico ao pôr-do-sol), produtos regionais, jogos tradicionais e demonstrações de artes e ofícios da região vão mostrar um pouco do muito que o Alentejo tem para oferecer.

Tudo isto para oferecer ao melhor pai do mundo!

Herdade de São Miguel Colheita Selecionada Tinto 2018

– Herdade de São Miguel Colheita Selecionada Tinto 2018 – € 5 – disponível em garrafeiras em todo o país

– Herdade de São Miguel Colheita Selecionada Tinto 2018 Magnum (1,5l) – € 10 – disponível em garrafeiras em todo o país

Voucher entradas evento “Um Dia em São Miguel”  – € 10 por adulto (entrada gratuita até aos 18 anos, inclusivé) – disponível para compra através do site https://umdiaemsaomiguel.pt/

VIDEO Um Dia em São Miguel 2019

Chef à Casa – Sushi

Uma opção diferente para um jantar com amigos. Uma variedade enorme de pratos, com qualidade e boa apresentação, que fizeram deste jantar um sucesso. Isto não teria sido possível sem a colaboração e simpatia do Chef Horácio Valentim. Fantástico, recomendo vivamente.

Chef à Casa – Sushi

Sushi Chef Particular 🎌 Almoços e Jantares Particulares de Sushi Tradicional e de Fusão. ☎️+351 969 63 47 68 horacio.valentim@gmail.com

Instagram : Chef à Casa – Sushi

%d bloggers like this: