SICARIO: NESTA CASA MEXICANA HÁ COMIDA DA “ABUELA” E COCKTAILS DE ASSINATURA

O restaurante mexicano tem como lema “Mi casa es tu casa” e o novo menu é uma porta aberta para as casas de las abuelas, com todos os sabores, temperos e histórias que envolvem esta gastronomia centenária.

O Sicario, casa da comida mexicana em Matosinhos, apresenta um novo menu, inspirado nos livros de receitas das abuelas. Os sabores de conforto, a comida cozinhada lentamente, os pratos de todos os dias, acompanhados pelos cocktails de assinatura da casa, que reúne uma das mais completas coleções de tequila e mezcal.

Com assinatura do chefe mexicano Carlos Mañé, o menu leva-nos por uma viagem às várias regiões do país e às tradições centenárias de uma gastronomia que é considerada Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Com uma atmosfera vibrante e colorida, o Sicario convida a sentar à mesa de uma autêntica casa mexicana, com pratos de partilha, muito sentido de humor e um ambiente descontraído, embalado pelo ritmo dos mariachis. As paredes expõem uma coleção autêntica de máscaras em arte huichol, feitas à mão por um povo indígena do norte do México.

O passaporte para o México é entregue logo nas entradas, com os tradicionais Pico de gallo (2,5€), Frijoles refritos (2,5€) e os crocantes Totopos (1,5€). Seguem-se as decisões difíceis entre a seleção de Antojitos, pratos mais leves que vão introduzindo os visitantes à cultura mexicana. Entre as novidades, destaca-se a reconfortante Chilpachole de Camarón (6,9€), sopa de frutos do mar com o toque exótico dos pimentos. Também pode optar por viajar até as ruas da Cidade do México e provar o famoso Taco Al Pastor (7,9€), feito com porco cozinhado lentamente no espeto, especiarias e ananás. Caso seja um estreante neste clássico mexicano, siga à risca as dicas do “Manual de Tacos para Totós” disponível nas mesas.

A comida da abuela é a grande aposta do novo menu, com quatro novas sugestões que apontam as coordenadas para todas as partes do México. O Pavo a la Yucateca (14,9€), com peru grelhado maya, a Carne en su Jugo (14,9€), um estufado de vaca, a Birria de Carnero (16,9€), um prato de borrego com

mistura de especiarias e o Chamorro (15,9€), joelho de porco estaladiço, são pratos feitos para serem partilhados. Dizem que tudo cabe numa tortilha e, nesta casa mexicana, o provérbio é levado à letra, com a comida da avó a ser apresentada como uma sugestão caseira para rechear os tacos, havendo ainda uma grande variedade de acompanhamentos opcionais, como Arroz a la Mexicana (2,5€), Calabaza a la Mexicana(2,5€), receita de abóbora original da casa ou umas Papas Al Horno, que é como quem diz, batatas assadas (2,5€).

Não é possível terminar esta viagem gastronómica sem experimentar os doces da casa, onde se destacam o Helado de Chocolate (4,5€), Helado de Palanqueta (4,5€), com caramelo salgado e amendoim e a grande estrela do menu, o Pastel de Tres Leches (4,5€), um bolo macio de leite evaporado, leite condensado, cobertura de merengue caseiro e recheio de pedaços de morangos frescos.

No Sicario, os cocktails também têm sotaque mexicano. O restaurante apresenta três novas criações de assinatura: Guerita (6,5€), com Tequila Silver & Reposado, sumo de lima, manga e ananás, malagueta e clara de ovo; a Mezcalita (6,5€), uma saborosa mistura de mezcal fumado e tequila com cointreau, sumo de lima, raiz de gengibre e uma borda de sal preto dos Himalaias; e o Passion Fruit Margarita (6,5€), uma reviravolta no clássico favorito com tequilla reposado, sumo de lima, triple-sec e maracujá. Todas as quintas-feiras, é possível usufruir do desconto “dois cocktails por um”, numa Happy Hour que dura das 19h às 21h.

Às quartas-feiras, o restaurante torna-se no local de eleição para juntar os melhores amigos (ou Los Compadres, à boa maneira mexicana) numa “Noite de Futebol”, com sabor a Torta al Pastor (7€), um menu composto por uma espécie de Bifana a La Mexicana, com o recheio do famoso taco, e por uma cerveja. Um verdadeiro mano a mano Portugal-México. 

E, porque este é um restaurante para todos os dias, o Sicario disponibiliza, de quarta a sexta, um Menu Executivo por 11,50€, que inclui entrada, prato principal, bebida e café, sendo que há uma versão upgrade por 15€ (Menu Prime).

Uma nota final: no Sicario, também o sentido de humor é apurado. Espreite a casa de banho dos homens para encontrar o urinol com a cara de Donald Trump. E, tirando as noites de futebol, os ecrãs exibem alguns dos mais épicos clássicos do cinema mexicano, com protagonistas como Speedy Gonzalez ou o Cantinflas.

Horários:

Segunda-feira e terça-feira: Encerrado

Quarta-feira: 13h00 – 15h30; 20h00 – 00h00

Quinta-feira, Sexta-Feira e Sábado: 13h00 – 15h30; 20h00 – 01h00

Domingo: 13h00

Site do Restaurante : Sicario

JÁ TEM PLANOS PARA O CARNAVAL? ESTILO COPACABANA PALACE NO D’AVENIDA

Cocktail Carnaval

Dia 22 de fevereiro

Celebrar o Carnaval em grande e ao estilo Copacabana Palace é a sugestão do D’Avenida, no Porto, para comemorar a data de folia que se aproxima. No dia 22 de fevereiro, o restaurante na Avenida da Boavista, prepara-se a rigor para receber os apreciadores da já habitual gastronomia de autor associada a um clubbing festivo e requintado, assegurado pelo DJ convidado. O acesso à festa Copacabana Palace está assegurado a quem jantar, o público que optar pelo clubbing, a partir das 22h30, tem um consumo mínimo obrigatório.

Nesta noite, a sugestão é para que se entregue às mãos do chef Tiago Fernandes e opte pelos menus de degustação de quatro ou seis momentos com sobremesas incluídas e acompanhamento vínico. Mas também pode escolher à carta e entre peixe e carne, passando pelo sushi, são muitas as opções que a carta do D’Avenida tem ao dispor. A festa acontece depois do jantar, e na zona de bar, em ambiente carnavalesco, prove os cocktails que a bartender prepara na hora e dance até às 03h00.

Reservas – 919 192 514 info@d-avenida.pt

Site do Restaurante: D’Avenida

Volume #3. A DANÇA DO VINHO

Com o Enólogo Dirk Niepoort e o DJ Tó Pereira 

O VOLUME é uma festa que cruza a música e o vinho, um DJ e um enólogo, um pouco de conversa e alguma dança num ambiente descontraído e intimista. Para a terceira edição, o projeto convida Dirk Niepoort e o DJ Tó Pereira que sepropõem a um diálogo de sons e sabores com o volume certo.

À frente do Panteão, num dos segredos mais bem guardados de Lisboa, esta festa realiza-se na La Distillerie com um sistema de som de qualidade superior e uma cuidada selecção vinhos espera-se um programa dividido por 4 momentos de combinação Vinho & Música. 

Nas entrevistas que concede, Dirk Niepoort garante que não é revolucionário, mas, na verdade, foi uma pequena revolução a que operou no Douro, região tradicionalmente voltada para a produção do tradicional néctar doce e que ele ajudou a orientar também para os vinhos de mesa que hoje dão a essa área demarcada uma fama mundial e crescente. Amante de diferentes ritmos vinhateiros, conhecedor das nuances harmónicas das castas, da natureza própria de cada terroir, é dele a responsabilidade de nos inspirar a todos no próximo Volume, numa experiência única de cruzamento de vinhos e música que representa mais um dos desafios que nunca temeu abraçar.

Tó Pereira já existia antes de DJ Vibe e continua a teimar, no presente, em ter o seu próprio ritmo, muito para lá do que as pistas exigem. Tó é um verdadeiro decano, talvez o mais merecedor desse título no panteão dos DJs nacionais, com uma história que se prolonga por décadas e que marca o nosso percurso musical colectivo. É fácil compará-lo aos melhores vinhos: tem um saber vintage, uma história longa e só melhorou com o tempo. Quem como ele imprimiu o seu nome nalgumas das melhores colheitas musicais nacionais, dos LX 90 aos Underground Sound of Lisbon, das raves pioneiras às melhores casas da nossa música, afirmando-se dentro e fora de portas, merece um lugar à parte. E é esse que justamente ocupa: na próxima edição de Volume colocará em cima da mesa (de mistura) todo o seu saber, dando-nos a provar os sons que foi colhendo num percurso inigualável, trazendo certamente, como os melhores vinhos, surpresas a que todos queremos brindar. Quem sabe, sabe sempre. E o Tó Pereira sabe muito bem.

Um evento único que combina decibéis e graus com sons e sabores para celebrar a dança do vinho no Volume certo!

Venda de bilhetes: Ticketline Sapo

Preço: 10€ por pessoa, inclui entrada + copo de vinho até às 19h

Data: Dia 28 de Fevereiro das 17h às 23h

Local: La Distillerie no Campo de Santa Clara em Lisboa

Site: Volume Portugal

Quintas de Melgaço Alvarinho 2019 vale ouro no Japão

O Quintas de Melgaço Alvarinho 2019 foi distinguido com Medalha de Ouro nos prémios Sakura Japan Women’s Wine Awards, no Japão. Esta é a segunda vez que o produtor é destacado na maior e mais importante competição vínica da Ásia

Mais de 4 mil vinhos de 29 países foram provados nos prémios Sakura Japan Women’s Wine Awards, uma prestigiada competição organizada por e para mulheres em Tóquio, no Japão. Desde sommeliers, jornalistas e produtoras, importadoras e distribuidoras, são 560 especialistas que avaliam referências de várias regiões do mundo, através de prova cega.

Entre os vinhos premiados, destaque para o Quintas de Melgaço Alvarinho 2019, que trouxe para Portugal uma Medalha de Ouro. Feito exclusivamente com uvas da casta Alvarinho produzidas na região, este vinho caracteriza-se pelo seu aspeto límpido e cor citrina. Juntam-se o aroma frutado, notas exóticas e ligeiro floral, que lhe confere complexidade e elegância, prolongado no final de boca.

Esta é a segunda vez que a Quintas de Melgaço é distinguida na competição, depois de o Quintas de Melgaço Alvarinho 2016 ter sido galardoado também com Medalha de Ouro. Para Pedro Soares, administrador delegado da Quintas de Melgaço, “este prémio é um importante reconhecimento para a empresa, mas também para a região, que se afirma num relevante mercado para os vinhos portugueses. A Ásia está na nossa mira e certamente que esta distinção vai ter um papel decisivo na conquista de novos consumidores”.

Para mais informações, consultar: www.quintasdemelgaco.pt  

¡Txotx!: está aberta a época da sidra no SAGARDI

No País Basco, a temporada do Txotx manda provar a nova sidra e acompanhá-la da melhor gastronomia: uma tradição envolta em festa! Sem sair do Porto também é possível celebrar o Txotx, no restaurante SAGARDI Cozinheiros Bascos.

Por cá, podemos já estar familiarizados com a abertura do vinho novo nas adegas pela altura do São Martinho. No País Basco, a festa da nova colheita vive-se nos primeiros meses do ano… e com sidra! Comprometido a trazer para o Porto a mais autêntica gastronomia e cultura basca, o SAGARDI Cozinheiros Bascos, restaurante localizado junto à zona da Ribeira, está já a viver esta época.

A temporada do Txotx, palavra que dá nome à abertura da torneira da barrica para que saia a sidra, é uma tradição com raízes profundas no País Basco. Em tempos antigos, numa espécie de degustação informal, os compradores provavam sidra de diversas barricas, escolhendo a melhor para engarrafar. As restantes eram vendidas a copo, servidas diretamente e acompanhadas de algo para comer. A época do Txotx foi crescendo e mudando, sendo atualmente vivida sobretudo como uma tradição muito associada à gastronomia, já que provar a nova colheita se tornou sinónimo de acompanhá-la com pratos típicos de sidraria.

No Porto, também é possível fazê-lo: o SAGARDI Cozinheiros Bascos tem sempre disponível um menu típico de sidraria e a temporada do Txotx é a ideal para conhecê-lo. O nome do menu é uma homenagem à localidade de Astigarraga, uma verdadeira capital da sidra basca, de onde chega, durante todo o ano, a sidra servida no restaurante. Esta diferencia-se pelo fabrico artesanal, por ser menos doce e mais intensa, ideal para refrescar um final de dia e o começo de uma excelente refeição.

O Menu Astigarraga começa com um aperitivo de “Txistorra” frita de Orio. São depois servidos dois pratos de bacalhau, pensados para partilhar: Tortilha de bacalhau ao estilo “Roxario” e Bacalhau frito típico das casas de sidra. O prato principal do menu é o “Txuleton” (costeletão) de Vaca Velha, só por si uma tradição do País Basco e do próprio SAGARDI, que acompanha com Pimentos de “Piquillo” salteados ao estilo de Tolosa. Uma degustação de queijos artesanais bascos completa o menu, que tem um valor de 51€ por pessoa.

 A reserva é aconselhada e pode ser feita através do site: Sagardi

Prémios Grandes Escolhas elegem os “Melhores do Ano” de 2019

Os “Melhores do Ano” foram revelados e premiados, pela revistaVinho Grandes Escolhas, numa cerimónia que valoriza o trabalho de excelência de diversas personalidades e projetos, que se distinguem na área do Vinho e da Gastronomia.

Na sexta-feira 14 de fevereiro, decorreu, em Sangalhos, Anadia, a cerimónia de entrega de Prémios “Grandes Escolhas”, da revista Vinho Grandes Escolhas. Uma noite memorável, na qual a revista anunciou o galardão mais esperado do ano para os amantes do vinho em Portugal, os “Melhores do ano de 2019”. Neste jantar, distribuíram- se prémios em diferentes categorias para os grandes protagonistas do mundo da enologia e da gastronomia. 

A mais experiente e conhecedora equipa de provadores em Portugal da Revista Vinho Grandes Escolhas avaliou milhares de vinhos durante o ano de 2019. Dos vinhos provados, os críticos escolheram os melhores entre os melhores que estão consagrados no TOP 30*. Neste sentido, e como resultado da sua análise exímia, nesta edição dos Prémios “Grandes Escolhas” foi apresentada uma novidade – entre os TOP 30, a redação da revista Vinho Grandes Escolhas escolheu ainda o melhor vinho Espumante, Branco, Tinto e Fortificado. Destacados foram o Melhor Espumante, Murganheira Esprit de la Maison Távora-Varosa Espumante branco 2011; o Melhor Branco, Parcela Única Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho branco 2017; o Melhor Tinto, Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa Douro tinto 2016 e o Melhor Fortificado, Taylor’s Vargellas Vinha Velha Porto Vintage 2017.

A revista destaca o trabalho singular e profissional dos produtores. O Produtor do Ano é a Quinta do Regueiro (Melgaço) e o Produtor Revelação é Luís Gomes (Bairrada), o nome por trás de um projeto de pequena dimensão e de grande personalidade. Entre diversas distinções, realça-se ainda a Viticultura do Ano,troféu atribuídoà viticóloga-investigadora Vanda Pedroso (Centro de Estudos de Nelas, Dão), a Adega Cooperativa do Ano, a Adega de Cantanhede, bem como o Enoturismo do Ano, a Quinta da Pacheca (Lamego).

Ainda no que diz respeito ao universo vínico, entre os premiados estão André Figuinha (Feitoria, Lisboa), Sommelier do Ano; David Guimaraens (The Fladgate Partnership, Porto), premiado com o galardão Enólogo Vinhos Generosos; Pedro Baptista (Fundação Eugénio de Almeida, Évora), vencedor do troféu Enólogo do Ano, e Orlando Lourenço (Murganheira, Tarouca), vencedor do prémio carreira Senhor do Vinho. Além disto, o troféu Garrafeira do Ano foi entregue à Garrafeira Néctar das Avenidas (Lisboa), pelas iniciativas que promove: provas e jantares vínicos a um ritmo mensal, e o galardão de Wine Bar atribuído à garrafeira premium Wines by Heart (Lisboa). 

Ainda no que diz respeito ao universo vínico, entre os premiados estão André Figuinha (Feitoria, Lisboa), Sommelier do Ano; David Guimaraens (The Fladgate Partnership, Porto), premiado com o galardão Enólogo Vinhos Generosos; Pedro Baptista (Fundação Eugénio de Almeida, Évora), vencedor do troféu Enólogo do Ano, e Orlando Lourenço (Murganheira, Tarouca), vencedor do prémio carreira Senhor do Vinho. Além disto, o troféu Garrafeira do Ano foi entregue à Garrafeira Néctar das Avenidas (Lisboa), pelas iniciativas que promove: provas e jantares vínicos a um ritmo mensal, e o galardão de Wine Bar atribuído à garrafeira premium Wines by Heart (Lisboa). 

A Empresa do Ano é o projeto da família Relvas, a Casa Relvas (Évora), e a Empresa Vinhos Generosos é a Vasques de Carvalho (Porto), um projeto com forte ADN de Vinho do Porto. O troféu de Iniciativa do Ano foi atribuído ao Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo e o Prémio Singularidade, que visa homenagear iniciativas e personalidades que marcam pela diferença, ao produtor e enólogo Márcio Lopes(Douro e Vinhos Verdes).

A Empresa do Ano é o projeto da família Relvas, a Casa Relvas (Évora), e a Empresa Vinhos Generosos é a Vasques de Carvalho (Porto), um projeto com forte ADN de Vinho do Porto. O troféu de Iniciativa do Ano foi atribuído ao Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo e o Prémio Singularidade, que visa homenagear iniciativas e personalidades que marcam pela diferença, ao produtor e enólogo Márcio Lopes(Douro e Vinhos Verdes).
As distinções passam também pela área gastronómica e aqui, no que diz respeito a restaurantes, os troféus vão para o restaurante com uma estrela Michelin Epur (Lisboa), premiado como Restaurante do Ano; para um dos grandes templos do Norte, o Arcoense (Braga), o Restaurante Cozinha Tradicional Portuguesa do Ano, e para o restaurante de cozinha clássica japonesa Go Juu (Lisboa), o Restaurante Cozinha do Mundo. Já o Prémio Gastronomia David Lopes Ramos foi entregue ao chef Nuno Diniz e o de Loja Gourmet do Ano à queijaria Corriqueijo (Braga).

A revista Vinho Grandes Escolhas reúne a mais antiga e prestigiada equipa de críticos e jornalistas de vinhos portugueses, considerada uma referência no mundo dos vinhos, e está orgulhosa do leque de premiados do ano de 2019 numa homenagem e reconhecimento do melhor que se faz na ciência do vinho e na gastronomia em Portugal.

A história de uma equipa de Grandes Escolhas 

Há 22 anos que a equipa que integra hoje a revista Vinho Grandes Escolhas começou a homenagear as empresas e personalidades que mais se distinguem em Portugal na área do vinho. Tudo começou numa pequena festa no Bussaco, num fim de tarde de fevereiro de 1998, onde se atribuíram prémios aos “Melhores de 1997” junto de algumas dezenas de convidados. A iniciativa contou com a adesão de muitos profissionais que, a partir daí, a adotaram como a maior festa do vinho português e lhe passaram a chamar os “Óscares do Vinho”. A cerimónia e festa dos “Melhores do Ano” tem vindo a crescer e a ganhar prestígio junto do setor, com uma forte repercussão no mercado. Atualmente, cerca de 1000 profissionais reúnem-se na tão aguardada cerimónia dos Prémios “Grandes Escolhas”, que conquistou o apoio de um vasto conjunto de parceiros, e que nesta edição contará com 18 patrocinadores. 

OS MELHORES VINHOS
O Melhor Espumante
Murganheira Esprit de la Maison Távora-Varosa Espumante branco 2011
O Melhor Branco
Parcela Única Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho branco 2017
O Melhor Tinto
Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa Douro tinto 2016
O Melhor Fortificado
Taylor’s Vargellas Vinha Velha Porto Vintage 2017

TOP 30:
  • Murganheira Esprit de la Maison Távora-Varosa Espumante branco 2011
  • Vértice Douro Espumante Pinot Noir branco 2010
  • Parcela Única Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho branco 2017
  • Quinta do Regueiro Jurássico Vinho Verde Monção e Melgaço Alvarinho branco
  • Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa Douro tinto 2016
  • Lavradores de Feitoria Três Bagos Douro Grande Escolha tinto 2015
  • Pintas Douro tinto 2017
  • Quinta do Noval Douro Reserva tinto 2016
  • Quinta do Vale Meão Douro tinto 2017
  • Quinta do Vallado Field Blend Douro Reserva tinto 2017
  • Aeternus Douro tinto 2017
  • Palácio dos Távoras Gold Edition Trás-os-Montes Grande Reserva tinto 2016
  • Grande Druida Homenagem João Corrêa Dão branco 2017
  • Carlos Lucas/Carlos Rodrigues Dão tinto 2015
  • Quinta da Pellada Lote “Mata” e “Casa” Dão tinto 2015
  • Gene Bairrada tinto 2007
  • Quinta das Bágeiras Pai Abel Bairrada tinto 2013
  • Série Ímpar Bairrada Sercialinho branco 2017
  • Ganita Reg. Lisboa Tinto 2015
  • Estremus Reg. Alentejano tinto 2015
  • Gloria Reynolds Cathedral Reg. Alentejano tinto 2004
  • Tapada de Coelheiros Reg. Alentejano Garrafeira tinto 2012
  • Cortes de Cima Reg. Alentejano Reserva tinto 2014
  • Scala Coeli Reg. Alentejano Alicante Bouschet tinto 2016
  • Taylor’s Vargellas Vinha Velha Porto Vintage 2017
  • Graham’s The Stone Terraces Porto Vintage 2017
  • Vista Alegre Colheita 1969
  • Alambre Moscatel de Setúbal 20 anos
  • Bacalhôa Moscatel Roxo Superior 20 Anos 1998
  • Barbeito Sercial Frasqueira 1993

Revista Grandes Escolhas

Club House West Cliffs

Espaço muito agradável, com uma paisagem encantadora.

West Cliffs Restaurant: https://www.westcliffs.com/en/restaurant

%d bloggers like this: